All for Joomla All for Webmasters
Cultura

O festival (re)Cordas cruza tradição tunante com vertente solidária

Micaela Santos

Festival junta em Coimbra tunas de diferentes zonas do país. Bilhete de entrada no TAGV reverte cinquenta cêntimos a favor da APPACDM de Coimbra. Por Paula Martins

O festival (re)Cordas – Heranças do Tempo, organizado pela Desconcertuna, tuna mista da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC), vai ter lugar no Café Santa Cruz, na Casa de Chá e no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), nos próximos dias 1 e 2 de março. Em parceria com a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Coimbra, o evento promete interligar a tradição académica e as festas musicais a uma causa de ação social.

A sucessão de espetáculos, que já soma dez edições, tem por objetivo “manter a tradição das tunas em Coimbra e divulgá-la”, explica a coordenadora da Comissão Organizadora do Festival, Inês Melo. Durante o evento, a tuna de Coimbra vai partilhar o palco com outras tunas provenientes de “diferentes zonas do país”, acrescenta a organizadora.

O festival vai arrancar sexta-feira no ambiente calmo do Café Santa Cruz com uma noite de serenatas. No dia seguinte, o programa estende-se à Casa de Chá com as atuações das tunas. Pelas 21 horas do mesmo dia, o evento passa para o TAGV, onde a compra de um bilhete vai equivaler a uma doação de cinquenta cêntimos a favor da APPACDM. Neste último momento, o custo da entrada é de 3 euros para estudantes e de 4 euros para não estudantes.

Segundo lnês Melo, os estudantes envolvidos na tuna têm “uma formação com base nas ciências humanas”, o que leva a uma maior “preocupação com este tema da saúde mental”. À semelhança desta edição, em anos anteriores, o festival trabalhou em cooperação com outras instituições de cariz solidário, tais como a Liga Nacional contra a Fome e a Cavalo Azul. Desta forma, o evento, cujo principal objetivo está na divulgação da música académica, promove também o olhar sobre problemas sociais.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top