All for Joomla All for Webmasters
Ciência & Tecnologia

Monitorização de lixo marinho à distância de um clique

Fotografia gentilmente cedida por Filipa Bessa

Ferramenta de combate a problema ambiental com apoio de cidadãos é desenvolvida por investigadores. Sensibilização e esforço em conjunto são alguns dos objetivos da plataforma. Por Julia Peccini

Desenvolvido por investigadores do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) da Universidade de Coimbra, em parceria com a Associação Portuguesa de Lixo Marinho (APLM), a plataforma lixomarinho.app é um projeto de ciência-cidadã. O principal propósito é mapear e contabilizar os resíduos localizados nas praias da costa portuguesa. 

É de forma simples e gratuita que a plataforma funciona, explica a investigadora da associação MARE, Filipa Bessa. Adianta que o aplicativo teve origem a partir da necessidade de preencher uma lacuna. “A perceção era a de que não existia um local onde se pudesse conhecer não só a distribuição de lixo na costa, mas também de resíduos nas zonas de maior população”, afirma a investigadora. 

A plataforma persiste em duas formas de contagem de lixo pelo usuário, que a utiliza na recolha de resíduos. Em seguida, os dados são disponibilizados e contabilizados. “A intenção foi desenvolver um mecanismo que servisse não só os cidadãos, mas também os investigadores enquanto suporte em seus trabalhos científicos sobre o lixo marinho”, salienta Filipa Bessa. 

Fotografia gentilmente cedida por Filipa Bessa

Dessa forma, a poluição marinha “é uma problemática cada vez maior”, acrescenta, e o dispositivo online é uma das formas escolhidas de aproximação do público com o tema em questão. “As pessoas que começarem a participar desses dados vão dar-se conta da quantidade de lixo que existem ao longo da costa portuguesa”, ressalva a coordenadora da plataforma.

Além disso, Filipa Bessa realça a importância de um esforço em conjunto para a consciencialização e sensibilização ambiental. “Não passa só pelo consumidor, as ofertas também tem de ser mudadas por meio de alternativas para que o indivíduo consiga ver-se livre de determinados objetos que vão parar ao ambiente”. Assim, o objetivo primordial do aplicativo é a possibilidade de o indivíduo contribuir “não só na recolha do lixo, mas na partilha da informação”, conclui.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top