All for Joomla All for Webmasters
Ciência & Tecnologia

Departamento de Química abre portas à primeira escola pré-universitária de química em Portugal

Rafaela Chambel

Parceria entre empresa Molecular JE e o Departamento de Química resulta na Escola Molecular. Atividade pretende estimular o interesse dos futuros estudantes universitários. Por Leonor Garrido e João M. Mareco

O Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) vai receber a primeira escola pré-universitária de Química em Portugal. A iniciativa vai decorrer nos dias 2, 16, e 30 de março e 13, 25 e 27 de abril nas respetivas instalações e é o fruto do trabalho conjunto da empresa de comunicação e divulgação científica Molecular JE e do departamento.

As 30 inscrições, de caráter gratuito, foram rapidamente preenchidas, embora o prazo de inscrição acabe no dia 8 de fevereiro. “Ao quarto dia tivemos de fechar as vagas porque tínhamos bastantes mais inscrições do que o número de vagas”, afirma Bernardo Albuquerque Nogueira, CEO da Molecular JE e coordenador da Escola Molecular. A inscrição engloba os lanches, seguro de acidentes pessoais, uma bata e o certificado final, contando com os apoios da FCTUC e Instituto Português do Desporto e Juventude.

Nas aulas vão ser abordados diversos temas relacionados com o programa curricular da disciplina de Física e Química A, sendo que cada um deles vai ser lecionado por um investigador da respetiva área. As seis aulas vão ser divididas por turnos de 1h30, com o primeiro a ter um enfoque na teoria, através da contextualização de conteúdos, e o segundo na parte prática.

Para além dos professores, os alunos vão ser acompanhados por estudantes de mestrado e doutoramento, “o que lhes vai permitir um acompanhamento mais pessoal e um maior contacto com o laboratório, o que infelizmente não acontece nas escolas”, lamenta o coordenador da atividade. Acrescenta que, devido à existência do exame nacional de 11º ano, os conteúdos são lecionados de forma precipitada.

Na presente edição, os conteúdos vão ser dedicados aos alunos do 10º ano. Contudo, Bernardo Albuquerque Nogueira admite que um dos objetivos passa por alargar a oferta educativa para os três anos do secundário, bem como para o 9º ano, período determinante na escolha do percurso escolar.

O principal objetivo da Escola Molecular passa pela mudança de perspetiva da Química que, segundo o CEO da Molecular JE, “não tem uma visibilidade muito boa aos olhos da sociedade”. Acrescenta que a complexidade das matérias requer tempo e que esta é uma boa iniciativa para promover a noção exata da ciência, de forma a captar alunos a ingressar nos cursos do Departamento de Química.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top