All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Coimbra tem mais encanto na hora da sinfonia

Samuel Santos

Aulas com músicos internacionais, concertos e competições  atraem o público à música clássica. Projeto desenvolve-se em diferentes pontos da cidade. Por Patrícia Silva

Coimbra está a ser palco do evento “IV Encontro Mundial de Piano de Coimbra”, a decorrer entre 2 e 9 de fevereiro. O projeto promovido pela Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”  surge da sensação de que “os alunos para terem aulas especializadas, gastam fortunas”, explica o diretor da instituição musical, Eduardo Fragoso.

O diretor da academia considera que o público português “nem sempre aderiu a esta ideia”. Contudo, Eduardo Fragoso reconhece a valorização crescente a nível nacional e europeu. “Agora já percebem que esta academia pratica um ensino fantastico e é considerada, na Europa, uma das melhores no ensino de piano”, justifica o diretor da Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”.

Eduardo Fragoso vê na competição, nas aulas especializadas e nos concertos o mote para a quarta edição.  As competições têm a finalidade de nomear o melhor jovem estudante e  o melhor duo. De modo a apurar os vencedores, esta quarta-feira, dia 6 de fevereiro, os três finalistas “vão discutir pianisticamente quem é o melhor”, informa o diretor da academia. Por sua vez, as aulas especializadas, lamenta Eduardo Fragoso, possuem “uma  má mecânica de horários”, dado o facto de “faltarem pianos em Coimbra”. Porém, ressalva o dirigente, os problemas são contornados e tudo corre pelo melhor.

O diretor da instituição musical revela que o segredo para o sucesso do evento prende-se com “a possibilidade de reunir entre 10 a 12 mestres e pianistas de todo o mundo e a alternativa de os alunos terem as aulas que pretendem, com os professores que desejam”.

Os eventos não possuem uma localização fixa. Eduardo Fragoso notifica que as iniciativas passam pelo “Salão Nobre do Seminário Maior, pela antiga Igreja do Convento de S. Francisco e pelo Museu Machado de Castro”. No entanto, frisa o diretor da academia, “a base é o conservatório de música, onde há mais pianos por metro quadrado em Coimbra”.

O projeto abre de modo gratuito, com exceção para as aulas especializadas e para o concerto de encerramento, as portas ao público. O cartaz conta com nomes sonantes na música clássica, como Mestre Aquiles Delle Vigne, Mirian Conti, Gabriel Kwok ou Makoto Ueno.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top