All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Três bolas na rede do Cova da Piedade e três pontos para a Académica

Júlia Lopes

Inúmeras faltas, um cartão vermelho e goleada marcam o primeiro jogo do ano na casa dos estudantes. O frio não impediu o público de marcar presença e torcer com pelo clube. Por Júlia Lopes e Isabel Pinto

Nesta noite de sexta feira, os jogadores da Académica entraram com confiança em campo, frente ao Cova da Piedade e tal ficou patente no resultado final. O jogo ocorreu no Estádio Cidade de Coimbra e contou com a presença de 2782 espetadores.

No primeiro quarto de hora, a Briosa mostrou-se atacante e determinada. A equipa adversária tentava manter a posse de bola com jogadas mais pensadas, enquanto a da casa jogava de forma mais direta, mas sem grande proveito. Apesar de a Académica aparentar pouca sintonia, o avançado Hugo Almeida viu uma oportunidade de golo e concretizou-o aos 20 minutos.

A força atacante estava, no início, do lado dos estudantes, tendo a partida equilibrado na segunda metade da primeira parte. O golo do camisola 9 incentivou o Cova da Piedade a mudar a sua postura para ofensiva.

Porém, um grande fator de impulso foram os adeptos da casa que puxaram pelo conjunto preto e branco do princípio ao fim. A animação convertida em cânticos e palmas trouxe energia e motivação aos capas negras. Tal foi até referido em conferência de imprensa pelo técnico anifitrião, João Alves. O ex-jogador de futebol salientou que “começa a haver um reconhecimento mútuo entre os adeptos e os jogadores”.

Os primeiros 45 minutos acabaram com o resultado favorável ao conjunto da casa e os jogadores regressaram ao balneário. Já no segundo tempo, o jogo foi mais faltoso, com o árbitro a exibir mais cartões amarelos, que acabriam por resultar na expulsão do piedense Rafael Amorim, aos 72 minutos. A Académica seguiu o embalo do primeiro golo e foi Júnior Sena quem marcou o segundo, aos 54 minutos. Face à atitude ameaçadora da Briosa, os visitantes trabalharam mais no ataque, embora sem remates preocupantes.

De seguida, aos 69 minutos da partida, o número 11, Júnior Sena, assistiu e Romário Baldé, enviou o esférico para o fundo da baliza. A Académica, mesmo ganhando por três bolas a zero, continuou a empenhar-se em marcar. Aos 77 minutos, o camisola 17 tentou novamente, mas o remate saiu rente à barra.

Esta derrota foi a primeira da equipa de Almada na cidade de Coimbra. Apesar disso, no final do jogo, o treinador do Cova da Piedade, Hugo Falcão, apoiou os seus atletas. Referiu que confia na experiência dos seus jogadores e considera-a “importante e determinante” para o que resta da ll Liga.

Por sua vez, o técnico da casa, João Alves, evidenciou que os jogos se ganham com dois objetivos “marcar golos e não sofrer”. Afirmou, ainda, orgulhoso que “a Académica está a jogar um futebol excelente” e que “o que se quer é que os outros clubes olhem para os estudantes como uma equipa difícil, sendo que isso é meio caminho andado para ganhar”. Revelou, por fim, que pensa um jogo de cada vez e que o objetivo é “estabilizar a equipa e ganhar no domingo”. A Académica ocupa provisoriamente a sexta posição na tabela da Ledman LigaPro, com 24 pontos.

O próximo jogo, com a Briosa a defrontar o Varzim SC, ocorrerá dia 13 de janeiro novamente no Estádio Cidade de Coimbra, às 17 horas.


Fotografias: Júlia Lopes e Isabel Pinto

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top