Cultura

Folhas soltas de um “Diário Rasgado” partilhadas com Coimbra

Júlia Fernandes

Obras como Charlie Brown são inspiração para o autor Marco Mendes. Banda desenhada que comunica de forma “simples, mas profunda”. Por Júlia Fernandes e Isabel Pinto

O prolongamento da exposição de ilustrações “Diário Rasgado”, de Marco Mendes, decorre até dia 23 de novembro na Casa da Esquina. Integrante no projeto “Marquise”, trata-se de uma seleção de bandas desenhadas já publicadas no Jornal de Notícias. Os desenhos são baseados em fragmentos da vida do autor e nas suas perceções do mundo.

Após parcerias com o artista Miguel Carneiro, que o autor acredita ter sido uma “passagem para a maturidade”, Marco Mendes decidiu adotar um formato que permitisse um trabalho mais fluído. Inspirado em Charles Schulz, o organizador utiliza um género semelhante ao das histórias de Charlie Brown. O ilustrador descreve a sua obra atual como “folhas soltas de um diário” na qual retrata o que sente. “As coisas que preocupam, emocionam, causam transtorno, numa lógica de desabafo” são abordadas em conjunto com temas quotidianos e questões políticas.

A curadora do “Marquise”, Sandra Jorge, partilha que o ‘feedback’ tem sido muito positivo e que, desde o prolongamento, “já tivemos mais de uma centena de visitas”. Por apresentar um trabalho sólido e uma abordagem própria dos temas, o autor tem obtido reconhecimento do público. A responsável afirma que Marco Mendes já estava há muito tempo na lista de pessoas a convidar por ser “uma das figuras da banda desenhada nacional”, confessa.

Fotografia por Júlia Fernandes

Marco Mendes vê na arte a possibilidade de mudar a maneira como as pessoas pensam certos assuntos. “A ambição é comunicar de forma simples, mas com profundidade”, revela o autor. Sandra Jorge realça a singularidade da obra: “tem um trabalho que mostra na perfeição o que ele é”.

A maior expectativa “é que uma criança que goste de desenhar, ou até que não goste, vá ver a exposição e comece a fazer as suas histórias”, confessa o criador das ilustrações. De terça a sexta-feira, com entrada gratuita, a exibição está aberta à visita.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top