All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Floresce a leitura infantil no Teatro da Cerca de São Bernardo

Fotografia gentilmente cedida por Pedro Rodrigues

Projeto criado por Cláudia Sousa apresenta livros “surpresa” neste fim de semana. Crianças são incentivadas ao contacto com as artes nas manhãs de sábado. Por Gabriel Rezende.

A Escola da Noite apresenta mais uma sessão do projeto “Flores de Livro” neste sábado, 3 de novembro, às 11 horas. O evento vai decorrer no bar e livraria do Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB) e insere-se nos “Sábados para a infância no TCSB”. “Flores de Livro” é o projeto pioneiro da iniciativa iniciada há três anos.

Criada por Cláudia Sousa, animadora socioeducativa, a sessão consiste em três partes. Na primeira, Cláudia Sousa lê livros infantis que seleciona e que traz na sua mala. As crianças, sentadas em almofadas à volta da animadora, são depois convidadas para manusearem os livros e verem as suas ilustrações. Ao fim, podem fazer desenhos baseados nas histórias que ouviram, com materiais fornecidos pelo TCSB.

A animadora afirma que o nome do projeto nasceu em 2012, aquando de uma edição de “Jardins Efémeros”, uma plataforma cultural multidisciplinar com sede em Viseu. Esta escolha deveu-se ao facto de “cada livro ter muito para oferecer a quem quiser ler”, conta. Cláudia Sousa elucida que os livros escolhidos variam a cada sessão porque “há sempre livros novos, autores novos e coisas antigas que se voltam a redescobrir”.

Desde então, poucas coisas se alteraram. Cláudia Sousa explica que uma das coisas que preferiu abandonar foi a venda de livros. Num momento de crise, pareceu-lhe que associar o ter [livros] a um projeto que tinha como objetivo principal a promoção da leitura não seria ideal, conta a criadora do “Flores de Livro”. Entretanto, Cláudia Sousa afirma que o projeto “vai evoluindo, vai-se transformando”.

“É uma forma de fomentar desde cedo o contacto com diferentes expressões artísticas”

O atual produtor d’A Escola da Noite e do TCSB, Pedro Rodrigues, declara que o objetivo de “Flores de Livro” é “fomentar hábitos de leitura entre as crianças e o gosto pelo livro em si”. Pedro Rodrigues explica que ao fim das sessões, é também permitido que as crianças levem um livro para casa, a ser devolvido na sessão seguinte. “Não tem qualquer custo associado e funciona como uma espécie de biblioteca itinerante”, refere o produtor.

Pedro Rodrigues conta que os “Sábados para a infância no TCSB” funcionam de forma “a proporcionar desde cedo o contacto com diferentes expressões artísticas”. Pedro Rodrigues considera a iniciativa de “fundamental importância para o desenvolvimento das crianças e dos jovens”. O evento apresenta todas as semanas “algum espetáculo, alguma sessão de leitura ou alguma oficina”.

O produtor explica que a crescente adesão aos “Sábados para a infância no TCSB” se deve ao facto de conseguirem “manter a regularidade do calendário” e de “o terem divulgado com alguma antecedência”. Desta maneira, as famílias podem-se organizar e reservar os bilhetes, antes de estes terem esgotado.

A programação para os meses de outubro, novembro e dezembro está disponível no site d’A Escola da Noite. O custo individual dos bilhetes é de três euros, enquanto o valor para uma criança e um acompanhante é de cinco euros. Apesar do costume de divulgar informações sobre os textos lidos, Cláudia Sousa revela que esta sessão “é mesmo surpresa”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top