All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Festival Internacional de Cinema de Turismo premeia UC por curta-metragem

Beatriz Diogo

Obra cinematográfica com a voz de Adriana Calcanhoto e Sílvio Santos conta percurso da universidade. Estudantes protagonizam enredo em diálogo com figuras históricas. Por Gabriella Kagueyama

O documentário “Universidade, Alta e Sofia: Vamos descobrir?” foi premiado na sexta-feira, dia 26, no festival ART&TUR – International Tourism Film Festival com o reconhecimento de melhor documentário de “Turismo Educativo e Científico”. O filme estreou em junho de 2018, no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra.

A curta-metragem pretende retratar momentos importantes da Universidade de Coimbra (UC) e a sua relevância como Património Mundial da UNESCO. Realizado por Tiago Figueiredo, o documentário é narrado por Adriana Calcanhoto e pelo docente da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Sílvio Santos. “Ter a Adriana Calcanhoto como narradora é algo muito importante e só veio acrescentar mais qualidade a esta película”, realçou Tiago Figueiredo.

Luís Filipe Menezes, vice-reitor da Universidade de Coimbra, declara que o documentário vai ser utilizado, sobretudo, para o trabalho nas escolas do país. A obra vai ser usada para apresentar a UC aos jovens que chegam à cidade. “Para além disto, o filme vai fazer o trajeto normal de festivais nacionais e internacionais ligados ao setor do turismo”, acrescenta o vice-reitor.

O enredo é protagonizado por quatro estudantes do ensino secundário que se desviam do seu grupo ao conhecerem os edifícios de uma das mais antigas universidades da Europa. Quando se perdem dos restantes, exploram, com o auxílio de animações de personagens da época, as peculiaridades dos espaços que compõem a UC. Os 728 anos passam pela Biblioteca Joanina, pelos vários laboratórios de informática e robótica do Polo 2, pela Sala dos Capelos e pela Capela de S. Miguel.

Luís Filipe Menezes, como responsável pela área de cultura e turismo da UC, refere ainda que “o turismo traz uma componente financeira importante para a Universidade e que está a ser aplicada na manutenção dos edifícios que são património histórico”.

A atuação dos universitários permitiu uma experiência única segundo Júlia Lopes, protagonista do filme: “visitei espaços que não teria conhecido caso não houvesse a oportunidade de participar da curta-metragem”. A estudante da Faculdade de Letras da UC afirma ter sido “ótimo poder divulgá-los para que outras pessoas os conheçam”.

Para Tiago Figueiredo, o maior desafio da produção do documentário foi a recriação histórica da UC. “Todas as mudanças que se registaram até a atualidade exigiram uma pesquisa profunda”, disse o produtor. Tiago Figueiredo exalta o prémio e conclui que este “vai ao encontro da grandeza que a Universidade de Coimbra representa”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top