Ciência & Tecnologia

Doação de Gâmetas em debate na quinta edição do “Shot de Ciência”

Maria Monteiro

Especialistas alertam para a relevância do problema da infertilidade. Dinâmica leva a esclarecimento de dúvidas e incentivo à doação de gâmetas. Por Júlia Fernandes e Maria Monteiro

Discussão acerca da doação de gâmetas foi o tema da quinta edição do “Shot de Ciência”, promovido pelo Núcleo de Estudantes de Biologia (NEB). O evento, que contou com a presença da psicóloga Mariana Moura Ramos e a bióloga Ana Paula Sousa, decorreu no Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra.

O “Shot de Ciência” é uma iniciativa do NEB. De acordo com João Gabriel Silva, coordenador do Pelouro de Formação Científica e Saídas Profissionais, a iniciativa busca tópicos “controversos, atuais e tabus” que sejam interessantes para a comunidade de estudantes. O projeto tem como objetivo “uma discussão aberta e mais informal, mediada por oradores especializados”, acrescenta o coordenador.

Durante a conversa, foram esclarecidas dúvidas acerca do problema da infertilidade, os métodos da doação de gâmetas e debatida a polémica que gira em torno deste assunto. As principais controvérsias tiveram a ver com a remuneração do procedimento, tendo em vista que este é considerado uma doação. Mariana Moura Ramos elucidou a importância da triagem dos doadores através de um exame psicológico para entenderem se estão aptos ou não para passar pelo processo, já que alguns encaram a doação de células como a doação de filhos. Por último, a revelação do procedimento para a sociedade e para as crianças constituiu-se tópico expressivo, uma vez que “há ambientes sociais e culturais rudes e hostis para a exposição”, declara a psicóloga.

A escolha de “Doação de Gâmetas” como temática desta edição parte do interesse do NEB e do Banco Público de Gâmetas em “divulgá-la a estudantes e jovens”, afirma João Gabriel Silva. Do ponto de vista do coordenador, existe uma falta de informação sobre esta questão e “a melhor maneira de chegar aos jovens é por meio da Universidade”. O evento terminou com um apelo por parte das representantes do Banco Público de Gâmetas para a doação de espermatozoides e óvulos.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top