All for Joomla All for Webmasters
Ciência & Tecnologia

Biblioteca digital facilita acesso a obras da UC

Isabel Simões

Manuel Heitor valoriza Rómulo – Centro de Ciência Viva pela sua integração dentro de uma universidade. Instituições de Ensino Superior vistas como mais do que locais de aprendizagem. Por Carolina d’Oliveira e Lívia Stamato

Enquadrados na semana da Ciência e da Tecnologia, os dez anos do Rómulo – Centro de Ciência Viva foram comemorados com o colóquio “Ciência para Todos” e com o anúncio de uma aplicação digital para consultar obras. A programação contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, que afirma que “não havia forma melhor de celebrar o Dia Nacional da Cultura Científica que com o décimo aniversário da instituição”.

O colóquio foi marcado pela apresentação da plataforma RÓMULO DIGITAL, aplicação que vai integrar a Alma Mater, Biblioteca Digital de Fundo Antigo da Universidade de Coimbra (UC). O projeto é sustentado através do financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e de ‘outsourcing’, ou seja, fundos de terceiros. A criação desta plataforma teve por base o intuito de dar maior visibilidade às coleções da UC e oferecer um acesso aberto a todos.

Durante uma das sessões do dia 23 de novembro, foi explicada a forma de utilização desta ferramenta que vai proporcionar acesso a uma vasta diversidade de documentos e possibilitar ‘downloads’ e partilhas. Para o ministro, a abertura do RÓMULO DIGITAL é muito simbólica para a UC e para o conceito de ciência aberta.

Manuel Heitor refere que o Rómulo – Centro de Ciência Viva é “diferente dos outros centros de ciência nacionais”. Frisa que a importância de “preservar, alargar e usar o exemplo da instituição científica de Coimbra como referência”. No entanto, reconhece “a identidade de cada centro, de modo a que todos sejam diferentes e autónomos”. Menciona ainda que esta a iniciativa foi inspirada pelo diretor do Rómulo – Centro de Ciência Viva , Carlos Fiolhais, que “lhe deu o seu próprio toque associado a uma biblioteca e a atividades de abertura do conhecimento”.

Por fim, o ministro assinalou a importância deste centro estar dentro de uma universidade, uma vez que “facilita que os mais jovens percebam que estas instituições não se fecham sobre si próprias, mas, pelo contrário, se abrem como lugares de troca de ideias”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top