Cultura

Festival Sofia toca hoje últimas melodias

Sofia Santos

Centenário do Tribunal da Relação de Coimbra é pretexto para se abrirem as portas de um dos espaços mais emblemáticos da cidade. Programação da noite foi alvo de alterações. Por Sofia Santos

Fecha hoje o ciclo de concertos realizados pela Orquestra Clássica do Centro (OCC), no Palácio da Justiça. O ‘ensemble’ de cordas OCC e o tenor Pedro Rodrigues vão ser os músicos responsáveis pela quinta e última atuação no Festival Sofia.

O programa da noite de hoje sofreu alterações quanto aos espetáculos previstos. Porém, a coordenadora da OCC, Emília Cabral Martins, promete que “o ciclo musical termina em grande com a participação de um belíssimo tenor português, Pedro Rodrigues”. Acrescenta ainda que “o grupo de cordas irá apresentar o reportório habitual e será, uma vez mais, um clássico”. Esclarece que só parte da orquestra vai atuar, porque o espaço é reduzido. No entanto, Emília Cabral Martins considera importante a abertura da sala de audiências ao público. Segundo a coordenadora da OCC, “se não existissem estes concertos, a maioria das pessoas nunca teria oportunidade de entrar numa sala com um valor tão simbólico como este”.

O encontro musical resulta de uma parceria entre a Associação da OCC e o Tribunal da Relação de Coimbra. Teve início no dia 8 de setembro e termina hoje, às 21:30, numa das salas de audiência do Palácio da Justiça. De acordo com Emília Cabral Martins, esta iniciativa “é uma forma de valorizar e de dar um contributo à cidade”.

Os concertos até agora apresentados tiveram como objetivo utilizar a música para evidenciar a importância da cultura na região. A coordenadora realça que o Festival Sofia foi um marco de valor para a cidade. “Considerada Património de Humanidade, Coimbra criou um evento que liga as pessoas à música de um ponto de vista histórico e arquitetónico”, explica.

O mês de outubro iniciou-se com a celebração do Dia Mundial da Música. O Festival Sofia aproveitou a data para exibir de forma continuada as suas melodias. Foram vários os convidados a encher as salas do Tribunal da Relação de Coimbra, que, durante os concertos, trocaram as leis pela música. A coordenadora da OCC garante que “o ‘feedback’ e o balanço da plateia têm sido bastante positivos”.

Os bilhetes para o concerto final estão disponíveis à entrada do Palácio da Justiça e têm um custo individual de 13 euros. Para grupos de três ou mais pessoas, o preço desce para os 10 euros.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top