All for Joomla All for Webmasters
Cidade

Reunião Camarária pautada por votações por unanimidade

Executivo do Município de Coimbra aprova a colocação em discussão pública dos regulamentos de apoio a atletas e obras em edificações para prática de desporto. Por Bernardo Almeida Henriques

No âmbito da reunião do executivo, de segunda-feira, dia 10 de setembro, a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) discutiu temáticas que atravessaram os domínios do desporto, habitação, promoção ao desenvolvimento, ordenamento do território e urbanismo. Apesar de se terem verificado alguns diferendos de pormenor, espelhados, inclusive, em declarações de voto por parte do Partido Social Democrata e do movimento Somos Coimbra, toda a matéria sujeita a votação foi sancionada por unanimidade.

Em concreto, na esfera do desporto, foi aprovado colocar em discussão pública dois projetos de regulamento municipal. O primeiro, TÓQUIO 2020, relativo aos jogos olímpicos e paralímpicos a realizar na mesma cidade, vai permitir apoiar atletas dos clubes do concelho na preparação para aquelas provas desportivas. Com o segundo, referente à reabilitação de infraestruturas desportivas vai ser possível à CMC atribuir apoios financeiros para grandes obras em equipamentos desportivos.

No que diz respeito ao campo da habitação, foram validados a lista de classificação das candidaturas à atribuição de habitação em regime de arrendamento apoiado, bem como duas propostas de realojamento de agregados familiares, no Bairro Municipal da Conchada e no Bairro da Rosa.

No terceiro ponto da ordem de trabalhos, promoção do desenvolvimento, aceitou-se o apoio que a CMC irá disponibilizar à iniciativa Concurso Arrisca C 2018, no valor de 3000€. Este foi um dos pontos que, apesar do sentido de voto, suscitou uma intervenção do vereador José Manuel Silva (Somos Coimbra), materializada em declaração de voto, na qual foi criticado a quantia atribuída pela CMC para a iniciativa. O vereador reconheceu que esta quantia monetária não garante a sustentabilidade empreendedora exigida. “O movimento Somos Coimbra considera que isto é um valor que não dignifica a CMC, o concelho e o próprio concurso”, sustentou.

Ainda no capítulo da promoção do desenvolvimento, foi aprovada uma declaração de aceitação de benefícios fiscais referente à Bluepharma Indústria Farmacêutica, S.A, inserida numa lógica de promoção ao investimento local.

Em relação ao tema do ordenamento do território e urbanismo, entre outros aspetos, destacou-se a viabilização de uma proposta de delimitação urbana da Área de Reabilitação Urbana (ARU) Coimbra – Universidade/Sereia. Com esta, segundo o presidente da CMC, Manuel Machado, visa-se “a uniformização de um espaço patrimonial ARU, sujeito às mesmas regras”.

Por fim, houve tempo para se abordar a questão do Orçamento Participativo, sendo que o relatório final do mesmo, obteve a aceitação de todo o executivo. 

Fotografia: Bernardo Almeida Henriques

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top