All for Joomla All for Webmasters
Cidade

Câmara de Coimbra apoia Festa das Latas mas pede cuidado no uso do espaço público

Apoio à Festa das Latas e Imposição de Insígnias e reconhecimento de mais duas Casas de Estudantes aprovados por unanimidade. Reunião marcada pelo assunto do aeroporto e pelo apelo de Manuel Machado aos estudantes que vivem a noite da cidade. Por Isabel Simões

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) mantém o apoio logístico à festa académica que acolhe os novos alunos, num valor estimado de 36.180,09 euros, a distribuir pela isenção de taxas e serviços prestados, como policiamento, bombeiros e recolha de resíduos, entre outros. Em contrapartida, a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) tem de realizar um seguro de responsabilidade civil no valor de 500 mil euros e apresentar prova de uma caução no valor de 25 mil euros, de forma a prevenir danos nos espaços municipais.

Em 2017, o presidente da DG/AAC, Alexandre Amado, afirmava ao Jornal A Cabra a necessidade de algumas melhorias no espaço da Praça da Canção onde se realizam as noites da festa académica. O apoio à Festa das Latas e Imposição de Insígnias seguiu-se ao reconhecimento como entidades de interesse histórico e cultural da Associação Solar Residência de Estudantes Açoreanos e da Real República dos Pyn-Güyns. Ontem, dia 24 de setembro, os pontos foram aprovados por unanimidade da vereação na reunião quinzenal do executivo camarário.

Aeroporto divide opiniões e exalta os ânimos

Antes da aprovação dos pontos referentes a instituições ligadas aos estudantes, o presidente da CMC, Manuel Machado, tinha interrompido a reunião depois de José Manuel Silva, vereador do movimento Somos Coimbra, o ter acusado de “ter mentido” de forma deliberada ao propor em campanha eleitoral a localização de um aeroporto no Aeródromo Municipal Bissaya Barreto em Cernache.

Na sexta-feira passada, Manuel Queiró apresentou um estudo encomendado pela Câmara de Coimbra que apontou a localização do aeroporto no concelho de Soure como o mais recomendável. Manuel Machado não gostou da acusação e interrompeu os trabalhos voltando à Sala das Sessões cerca de dez minutos depois.

Quando a reunião foi interrompida, o executivo pronunciava-se sobre o Plano Diretor Estratégico do Aeródromo Municipal Bissaya Barreto, no qual documentos de 2005 e de 1992 apresentavam estudos sobre a possibilidade de transformar o aeródromo num aeroporto. Desde o momento da promessa de um aeroporto, na campanha para as Eleições Legislativas, em 2017, que os vereadores da oposição solicitavam a Manuel Machado que apresentasse os documentos ao executivo. Ontem foi o momento, mas o debate não chegou a acontecer.

Autarca de Coimbra preocupado com a forma como estudantes ocupam o espaço público

Aos órgãos de comunicação social presentes na sessão, o presidente da CMC solicitou que registassem da sua parte o pedido de “cuidado” aos estudantes, na forma como vivem a festa académica e as noites de saídas noturnas.

Nas últimas noites de quinta-feira “foram verificadas situações que evidenciam perigo”, constatou Manuel Machado. “As polícias estão a acompanhar as situações de risco, mas há comportamentos que são pouco adequados para os utilizadores da via pública”, lamentou o presidente da CMC. O autarca considerou ser “altamente preocupante” a forma “distraída” como os utilizadores da noite usam a estrada, em especial na Rua Padre António Vieira. “Há estabelecimentos comerciais que têm de ser fiscalizados para que cumpram as normas de proibição de venda de bebidas alcoólicas a adolescentes”, disse ainda Manuel Machado.

“Todos desejam que as festas académicas decorram com elevação e sejam um ponto de encontro fraterno dos que estão a chegar à universidade”, afirmou o autarca. A forma como o espaço público é utilizado e de como os “moradores nem sempre são respeitados” tem deixado Manuel Machado “preocupado”. Por fim, o presidente da CMC, deixou um apelo a todos os responsáveis, incluindo à Universidade de Coimbra, para que sejam emitidas mensagens de alerta de forma a contribuir para a diminuição de “comportamentos de risco”.

A Festa das Latas e Imposição de Insígnias de 2018 realiza-se de 3 a 7 de outubro.

Fotografia: Isabel Simões

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top