All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Académica soma apenas mais um ponto na quarta jornada

Equipa de Coimbra consegue o terceiro empate da época e resultado mantém adversário na liderança da tabela. Encontro fica marcado pela expulsão do treinador dos estudantes. Texto por Margarida Mota e fotografias por João Pimentel

Regressada de Guimarães com um empate a zero com a equipa da casa, foi este sábado que a Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol (AAC/OAF) recebeu o Sport Lisboa e Benfica B no Estádio Cidade de Coimbra. Deste encontro sai apenas um ponto para cada equipa, com um empate a um golo.

É a segunda vez nesta época que a equipa dos estudantes defronta um coletivo que lidera as classificações da II Liga. Para a quarta jornada do campeonato, o treinador da Académica, Carlos Pinto, opta pela mesma formação do último jogo em casa. O 4-4-2 escolhido estreia o avançado Hugo Almeida e o médio Rúben Saldanha como titulares. Desta forma, fica o ataque entregue ao número 9 e a Djoussé, enquanto que o recém-estreado como titular número 12 assegura o meio-campo com Fernando, Dias e Traquina.

É logo ao primeiro minuto que se teme perder um dos elementos do onze inicial de Carlos Pinto, com Djoussé caído no chão. No entanto, o susto passa rápido e Hugo Almeida cria o primeiro momento de perigo da partida aos 4’ com um remate à baliza. Sem conseguir concretizar nenhum resultado, é a equipa visitante que estreia o marcador com um golo do antigo avançado do Arsenal, Willock, na pequena área, aos 9’. Poucos minutos depois, o trinco benfiquista, Keaton, ameaça aumentar a vantagem no marcador, embora sem concretização.

Surge mais uma grande oportunidade para a Briosa poder igualar o resultado aos 15’, com um livre marcado por Traquina, mas com uma defesa eficaz do guarda-redes benfiquista, Zoblin. A primeira parte do encontro fica marcada por alguma apatia dos jogadores da Académica e por dificuldades da equipa da casa em penetrar o meio-campo adversário. O coletivo lisboeta mostra, por seu lado, maior posse de bola e presença na grande área dos estudantes, embora sem nunca aumentar a vantagem, com a defesa de dois remates pelo guarda-redes dos estudantes, Peçanha, aos 30’, 35’ e 40’, este último em consequência de um livre.

No regresso dos balneários, o treinador da Briosa decide proceder à primeira substituição do jogo. O sub-capitão dos estudantes, Ricardo Dias, dá lugar ao médio sul-coreano de 21 anos, Ki. A entrada do jogador traz mudanças à dinâmica da equipa da casa, mas não impede que os encarnados deixem de ameaçar. Aos 55’, o Benfica B marca, mas a equipa de arbitragem conta como fora-de-jogo. A Académica avança no terreno e Traquina toma a posse de bola, mas vê-se substituído por Junior Sena aos 57’ da partida. Motivado por uma falta sobre o número 8 dos estudantes, Hugo Almeida vê aos 62’ mais uma oportunidade de aumentar a vantagem com a marcação de um livre, mas a bola passa por cima da trave. O contra-ataque do Benfica B é rápido, mas impedido por Joel na pequena área.

É aos 71’ que ambos os coletivos decidem proceder a mais substituições. Djoussé abandona o ataque da Académica e vê o seu lugar ocupado por Marinho. Já a equipa visitante despede-se de Saponjic, também no ataque, e dá as boas-vindas ao autor de um dos golos contra o Arouca na segunda jornada, Daniel dos Anjos. Poucos minutos passavam quando Ki criou mais uma grande oportunidade para a AAC/OAF com um remate à baliza, mas que passa por cima da trave. Seguiu-se a vez de Hugo Almeida, mas o guarda-redes dos encarnados certificou-se que o marcador não se alterava.

A equipa da Luz esgota as suas substituições aos 84’, no seguimento de uma lesão do capitão, Ferro. Entra o número 89, Álvaro, mas nada impede que a Académica iguale o marcador aos 89’, com Hugo Almeida a rematar dentro da pequena área. É já na compensação que uma falta sobre Marinho vale aos estudantes mais um livre, desta vez marcado por Ki. Perante a defesa de Zlobin perto da linha da baliza, o marcador fica indeciso sobre a pontuação da Académica, decidindo a equipa de arbitragem ficar apenas pelo empate. Poucos minutos antes do fim do encontro, assiste-se ainda à expulsão do treinador da equipa da casa.

Já na conferência de imprensa, o treinador dos encarnados, Bruno Nascimento, considera que foi um jogo “excelente”, com “muitos momentos de golo criados na primeira parte, mas já não tanto na segunda devido à prestação da Académica”. Não deixa de enaltecer o papel de Carlos Pinto na equipa, em especial pelo facto de na época de 2017/2018 ter subido o Santa Clara à I Liga. Referiu ainda que “outro obstáculo à prestação da equipa foi o calor” e que, apesar dos bons resultados obtidos desde o início da época, ainda é cedo para ter uma resposta quanto à subida de divisão.

Por seu lado, Carlos Pinto refere que todo o trabalho da Académica na primeira parte foi em termos defensivos, devido ao facto de “o Benfica B ser a melhor equipa na II Liga”. Não deixa de acrescentar que, depois do primeiro golo, os estudantes “perderam um pouco de organização, que só conseguiram recuperar na segunda parte”, com uma equipa de “qualidade” e que “tem de ter uma maior dinâmica para o campeonato”.

O antigo treinador do Santa Clara realça que, embora não esteja a produzir resultados, “a equipa técnica está satisfeita com a prestação semanal dos jogadores, em termos de profissionalismo e caráter”. Avança ainda, embora sem referir nomes, com uma possível nova contratação para “tornar o plantel mais competitivo” ainda esta época. “Não tenho problemas em assumir que perdemos jogadores que queríamos, mas temos de ser humildes. A AAC/OAF é um clube grande, mas atualmente a sua situação financeira não é tão forte”, conclui.

O resultado do encontro mantém a equipa visitante a liderar a tabela, ao acumular dez pontos. Por seu lado, a Académica sobe para 13º lugar, ao somar três pontos. Os estudantes seguem para o Algarve para defrontar uma das mais recentes subidas à segunda divisão, o Farense, já no próximo dia 23 de setembro, ainda sem hora marcada.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top