All for Joomla All for Webmasters
Cidade

AAC e órgãos da UC unem-se perante “tragédia nacional”

Associação Académica de Coimbra junta-se a várias entidades no apoio às vítimas dos incêndios. SASUC também oferecem ajuda a estudantes afetados. Por Carolina Cardoso, Ana Francisca Nunes e Daniela Pinto

As chamas começaram no passado dia 16, no concelho de Pedrógão Grande, distrito de Leiria. Os fogos alastraram-se para as localidades circundantes de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Avelar. Estudantes da Universidade de Coimbra (UC) e familiares estiveram entre os lesados. Nesse sentido, a Associação Académica de Coimbra (AAC) dirigiu-se aos locais no dia seguinte, para prestar auxílio aos bombeiros que se encontravam nas frentes ativas.

“É uma tragédia nacional”, diz o presidente da Direção-Geral da  AAC (DG/AAC), Alexandre Amado. As recolhas de bens e mantimentos começaram no domingo e, segundo o próprio, foi possível obter um “número considerável de doações”. O mesmo considera que ajudar “se trata de uma obrigação ética e social das instituições”. O presidente admite que “a AAC, como símbolo da cidade, tem obrigação de dar o exemplo”.

A instituição trabalhou em conjunto com a Proteção Civil, os bombeiros e a Câmara Municipal de Coimbra na distribuição das recolhas efetuadas. “Viram-se várias estruturas e entidades da sociedade civil em geral a contribuir de uma forma não vista nos últimos anos”, explica Alexandre Amado.

“Os Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC) estão a tentar contactar as juntas de freguesia dos alunos afetados”, explica o vice-reitor com o Pelouro da Ação Social da UC, Luís Filipe Menezes. O mesmo afirma que estiveram disponíveis para ajudar “desde a primeira hora”. Os SASUC  emitiram um comunicado onde explicam que apoiam qualquer estudante que exponha a sua situação.

O presidente da DG/AAC declara que “se, por um lado, aconteceu uma das maiores desgraças que o país viu na sua história recente, houve também um grande impacto”. “Isso foi visível para todos e sensibilizou muito o país”, termina.

Fotografia gentilmente cedida pela DG/AAC

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top