All for Joomla All for Webmasters
Desporto

AAC vs Cova da Piedade – Os estudantes, um a um

O inimaginável aconteceu! Quase cinco meses depois, a Académica volta a perder em casa, num jogo em que houve mais 20 minutos de jogo do que propriamente 90 minutos. A partida não foi muito diferente das anteriores no Calhabé. Só que, hoje, do outro lado, houve uma equipa que não perdoou. Por João Pimentel. Fotografia por Joana Pedro

Ricardo Ribeiro – 2

Acordar o homem, a um sábado, para isto!? Não se faz! Ainda por cima, por causa de um erro de Nuno Santos, foi chamado para tentar defender um penálti. Não foi bem sucedido, mas não foi por sua culpa que a briosa perdeu.

Nuno Santos – 2

É certo que foi infantil ao cometer a grande penalidade, que deu a vitória ao Cova da Piedade. Também é certo que não é o jogador mais rápido mundo. Mas quem me dera chegar aos 36 anos e andar 90 minutos a praticar um desporto.

Diogo Coelho/João Real – 2

Linda manhã, com muito sol e com dois defesas centrais muito certinhos em campo, até aos 57 minutos. Foram apanhados em contra-pé, com uma bola nas costas, e ficaram a gravar a boa finalização de Robson, para mostrar aos colegas como se fazem golos.

João Simões – 3

Aos 6 minutos, quis fazer ver que não estava para brincar ao Carnaval. O “caloiro”, apesar de ter entrado com nervosismo, melhorou o seu jogo e acabou por ter uma boa prestação.

Makonda – 2,5

Discreto em campo, mas raramente falha. Ainda assim, tem que “comer muito” para fazer esquecer Fernando Alexandre.

Kaká – 1

ERROR 404 PLAYER NOT FOUND (leva nota por pena).

Ki – 2,5

Bom de bola. Tem qualidades para se fazer bom jogador. Porém, faz lembrar um pouco aqueles filmes que uma pessoa adora, mas o final é dececionante.

Marinho – 2,5

Hoje estava fora do seu habitat natural, mas não foi por isso que se fez ver menos em campo. Correu, correu e correu. De realçar o seu apoio prestado a João Simões.

Traquina – 2

Não foi um mau nem um bom jogo da sua parte. Andou um pouco apagado da partida, talvez a pensar em que é que se há-de mascarar. Tenho um conselho para ele: porque não mascarar-se de Traquina? Mas daqueles que fazem chapéus, de longa distância, aos guarda-redes. Não sei se estão a ver…

Diogo Ribeiro – 3

Ao início, nem se via que a Académica tinha um ponta-de-lança em campo. Mas rapidamente se fez um clique na sua cabeça e não parecia o mesmo. Ora ia à ala cruzar a bola, ora ia à área tentar importunar o guarda-redes adversário. Faltou apenas que o seu bom remate, de fora de área, aos 90+1 fosse golo.

Ernest Ohemeng – 3

Entrou em campo logo a seguir ao golo do adversário. A sua missão era virar o resultado e tudo fez para que tal acontecesse. Aos 75 minutos armou-se em Ronaldinho e a jogada quase que foi perfeita.

Leandro Silva – 3

É um prazer vê-lo jogar. Saltou do banco de suplentes para dar maior qualidade ao meio-campo academista. Aos 90 minutos pegou na bola e, de livre, fez o golo da partida. ‘Quiçá’, da jornada.

Leandro Cardoso – 1

Dizem, por aí, que Leandro Cardoso entrou em campo, juntamente com o outro Leandro. Lamento que não se saiba do seu paradeiro, até agora. A quem o avistar, pede-se, por favor, que informe as autoridades competentes.

Costinha – 2

Fez alterações no 11 inicial. Umas correram bem e outras não. Notou-se que havia jogadas estudadas, nos livres a favor dos estudantes. Agora só falta treinar a parte da finalização, nada demais.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top