All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Briosa termina o ano com uma vitória

Jogo com poucas oportunidades e resultado decidido apenas num lance. Académica alcança a 4ª posição na tabela. Texto por João Pimentel e fotografias por Inês Duarte

O Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra recebeu o jogo em atraso da 20ª jornada da Ledman LigaPro. A Associação Académica de Coimbra-Organismo Autónomo de Futebol (AAC/OAF) e a equipa B do Sporting Clube de Portugal entraram em campo separados por cinco pontos. Os estudantes pretendiam colar-se às três equipas da frente e o Sporting B procurava não perder de vista os lugares cimeiros.

A Briosa entrou por cima no encontro. Logo no início da partida, ao minuto 6, a equipa da casa dispôs de uma boa hipótese de chegar à vantagem. Ernest, isolado, viu o guarda-redes dos “leões”, Pedro Silva, a fazer a “mancha” e a não permitir que o camisola 19 fizesse o primeiro golo da partida. Poucos minutos depois, na sequência de um canto, Rui Miguel apareceu sem marcação na área, mas cabeceou diretamente para o guarda-redes. Tal foi a perdida que o avançado levou as mãos à cabeça, incrédulo com o que tinha feito. À passagem do minuto 11, depois de um bom drible de Ernest, Traquina tentou a sua sorte e, de fora de área, rematou, mas ao lado da baliza da equipa visitante. A Académica continuava a mandar no jogo e o Sporting B revelava dificuldades em sair do seu meio campo. Ao minuto 17, com a bola controlada, passou por alguns jogadores adversários e passou para Rui Miguel, que caiu na área e ficou a pedir penálti. O árbitro da partida, Carlos Cabral, não entendeu assim e o jogo prosseguiu. Ernest estava a ter uma participação muito ativa no jogo e, a meio da primeira parte, depois de ter ganho um ressalto, rematou com força para a baliza de Pedro Silva, que fez uma ótima defesa para canto. Ao minuto 38, após uma boa combinação entre Marinho e Rui Miguel, este último ficou isolado perante o guardião, mas, mais uma vez, Pedro Silva levou a melhor.

Já perto do final do primeiro tempo, ao minuto 42, a Briosa chegou mesmo ao golo. Ernest, de novo, entra na área adversária e sofreu falta. Toda a equipa da Académica pediu penálti e, desta vez, o árbitro assinalou falta e apontou para a marca de grande penalidade. Rui Miguel foi o jogador escolhido para converter o castigo máximo e não desiludiu os 3542 presentes no estádio. Estava feito o 1-0. As duas equipas foram para o intervalo separadas por um golo.

O segundo tempo teve ainda menos oportunidades para ambas as equipas. A equipa de Coimbra baixou o ritmo de jogo e o Sporting não foi capaz de aproveitar as poucas chances que teve. Aos 53 minutos deu-se o primeiro lance em que Ricardo Ribeiro teve de estar atento. Após um cabeceamento da equipa leonina, o número 87 dos estudantes não teve problemas em agarrar a bola. O jogo seguia com baixa intensidade. O treinador dos “leões”, João de Deus, procurava algo diferente para a sua equipa e, aos 63 minutos, já havia gasto as três substituições. Aos 70 minutos, já com mexidas na equipa dos estudantes, Kaká entra na área e volta-se a pedir penálti sobre a equipa da casa. Pela segunda vez, o árbitro não considerou falta para grande penalidade, o que motivou imensos protestos, tanto por parte da equipa como das bancadas. O jogo seguia e, 7 minutos depois, num contra-ataque de três para dois, Rui Miguel perdeu a bola para a defensiva do Sporting e uma boa hipótese de alargar a vantagem. A equipa dos “leões” estava mais atacante e a Académica apostava nos contra-ataques. Aos 86 minutos, Tom aparece solto na área a preparar o remate, mas a defesa leonina recuperou e efetuou um corte crucial, que deu canto. Já em tempo de compensação, o Sporting dispôs de um canto. João de Deus ordenou a subida de toda a equipa, até mesmo do guarda-redes, e por pouco não havia empate no Calhabé. Valeu Ricardo Ribeiro que, com uma boa intervenção, evitou a igualdade no marcador e assegurou uma nova vitória caseira da sua equipa. Depois da partida, a Briosa acaba o ano na 4ª posição e o Sporting B no 13º lugar.

No final do jogo, João de Deus foi curto e conciso ao resumir o encontro. Afirmou que na primeira parte “a Académica foi melhor e o Sporting jogou mal” e na segunda metade “foi o contrário”. Apontou erros ao árbitro, mas considera que foram falhas “para os dois lados”. Por último, confessou que a equipa “não está numa boa posição”, mas que estão “dentro do que era expectável”. Por sua vez, Costinha revelou que “a vitória foi inteiramente justa” e que era “importante dar uma resposta positiva”, depois do desaire em Guimarães. Quanto ao castigo que foi alvo por parte da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), admitiu que tem “pena que o presidente da APAF não faça o mesmo para os outros”. Houve tempo também para o técnico revelar mais uma saída de um jogador no plantel da Briosa. Desta feita, “Fernando Alexandre vai prosseguir a carreira noutro clube, nos próximos 6 meses”, disse.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top