All for Joomla All for Webmasters
Ciência & Tecnologia

Minerais regressam a Coimbra em feira para todos os públicos

Apresentam-se novos expositores, atividades complementares e uma reconfiguração do espaço. Os visitantes podem ver e adquirir minerais expostos, partir geodos com um alicate e ganhar um mineral sorteado. Por Rita Grácio e Pedro Silva

Integrada na Semana da Ciência e da Tecnologia da Ciência Viva, o Colégio de Jesus acolhe uma iniciativa conjunta do Museu da Ciência e do Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). A 22ª edição da Feira Internacional de Minerais, Gemas e Fósseis de Coimbra decorre de 25 a 27 de novembro.

O certame conta com um vasto programa de atividades, para diversos públicos, como crianças, académicos, professores do ensino básico e secundário, bem como público em geral. Estão agendadas visitas livres à Galeria de Mineralogia e Geologia do Museu da Ciência. No espaço da Galeria José Bonifácio d`Andrade e Silva pode ser apreciada uma antiga coleção de minerais que têm diversas aplicações no quotidiano, “como o detergente ou a pasta dentífrica”, como exemplifica Ricardo Cruz, membro da organização da feira.

Crianças com idades entre os 5 e os 7 anos estão convidadas a aprender sobre minerais e fósseis e a fazer o seu próprio molde de fóssil, “que podem levar como recordação”, esclarece o membro da organização. A atividade, denominada “Escavando bem fundo”, está integrada no programa “Sábados do Museu”, no Museu da Ciência, que se associa a esta feira.

O evento ultrapassa as fronteiras nacionais e conta com expositores de diversos países, como “Alemanha, Espanha, Brasil e Nigéria”, enumera Ricardo Cruz. Acrescenta que a diversidade aguça o interesse de amantes de fósseis e minerais, “que podem adquirir peças para enriquecer as suas coleções”. Qualquer pessoa que compre um produto da feira, fica habilitado a um sorteio.

O grande fóssil de mosossauro, um quartzo ametista ou um castiçal de selenite, são os prémios que estão em montra num dos novos espaços do evento. Noutro local, os visitantes têm a oportunidade de escolher o seu próprio geodo, ajudar a parti-lo com um alicate e levar para casa o mineral que está no interior do geodo, o quartzo.

O Núcleo de Estudantes de Geociências da Associação Académica de Coimbra constitui uma presença mais significativa do que os estudantes das outras áreas, que também participam no evento. “Aquilo que se constata é que todos vêm visitar, uns por mera curiosidade, outros por diferentes interesses”, realça Ricardo Cruz. De maneira geral, o membro da organização constata que tem havido um aumento gradual do público, em relação a edições passadas.

Fotografia: Rita Grácio

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top