Cultura

JACC espalha música do Convento à Baixa

Cartaz diversificado e localização dos concertos caraterizam a edição deste ano. Objetivo da organização passa por alcançar os públicos mais diversos. Por Pedro Silva

Arranca amanhã, 18, mais uma edição dos “Encontros Internacionais de Jazz”. O festival, que se prolonga até ao dia 22, é fruto da organização conjunta do Jazz ao Centro Clube (JACC) e da Câmara Municipal de Coimbra e vai levar ao Convento de São Francisco e ao Salão Brazil nomes célebres do jazz nacional e internacional, como Gary Burton e Marc Ribot.

O diretor do JACC, José Miguel Pereira, identifica o evento como “o ponto alto daquilo que é a programação frequente de jazz da cidade levada a cabo pelo JACC”. A associação desenvolve trabalho de programação e divulgação deste género musical e é a principal responsável pelo sucesso do projeto, que “conseguiu ganhar um espaço próprio, fruto de uma direção artística muito singular dentro do contexto dos festivais de jazz em Portugal”, afirma.

A principal novidade este ano está ligada à divisão das atuações pela igreja e pelo auditório principal do Convento de São Francisco e pelo Salão Brazil, na zona da Baixa. “Vão estar presentes tipos de música muito diversificados, desde jazz tradicional a vertentes experimentalistas, ou até outras abordagens de música que são bastante populares como o ‘funk’ e a ‘soul’”, salienta José Miguel Pereira. “O espetáculo tem o objetivo de chegar a públicos diversos e por isso é que os próprios artistas que figuram no cartaz são também muito diferentes”

O guitarrista Marcelo dos Reis vê vantagens e desvantagens no facto do jazz não ser um tipo de música de massas. Se por um lado “é positivo, porque os músicos continuam a ter a liberdade de criar a sua arte como querem, por outro qualquer músico gosta que o seu trabalho chegue ao maior número de pessoas”, explica. O artista de improviso acha também que a participação da comunidade universitária devia ser maior neste tipo de iniciativa, já que “a participação dos estudantes não é assim tão presente como desejado”.

Fotografia: Magalí Zaslabsky

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top