Desporto

Após lição de recurso, Briosa soma e segue

Num fim de tarde de outono, os pardalitos do Choupal chegam ao quinto lugar no campeonato. Após desvantagem prematura no jogo, os estudantes deram a volta ao resultado. Por João Pimentel e João Ruivo

Em jogo a contar para a 11ª jornada da Ledman LigaPro, a Académica recebeu o Varzim pelas 19h30 de uma segunda-feira em que também jogava, quase à mesma hora, a seleção portuguesa. Apesar da sobreposição, a moldura humana no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra apresentou um número na linha do que vêm sendo as assistências dos estudantes, 2007 espectadores. O início da partida ficou marcado por um minuto de silêncio em memória de Mário Wilson, antigo jogador-estudante da Académica, entre 1951 e 1963.

Decorria o terceiro minuto de jogo quando o lateral direito da Académica, Nii Plange, num livre a 25 metros, rematou por cima do travessão, naquele que foi o primeiro sinal de perigo da partida. A equipa da casa, a jogar pelos flancos, foi surpreendida, à passagem do minuto sete, com uma bola lançada para as costas da linha defensiva. Os centrais da Briosa deixaram-se ultrapassar por Rui Costa, que inaugurou o marcador num remate sem hipóteses para o guardião academista, Ricardo Ribeiro.

Apesar do golo precoce, os estudantes não abdicaram dos seus princípios de jogo e, ao minuto 16, João Real desperdiçou uma oportunidade clara, com um cabeceamento que acabou com a bola nas mãos do guardião poveiro, Paulo Cunha. Na sequência de um canto bem batido dos estudantes, poucos minutos depois, a equipa do Varzim cometeu uma falta à entrada de área. O lateral esquerdo dos estudantes, Makonda, avançou para a conversão e disferiu um remate irrepreensível ao ângulo superior direito que, antes de entrar, bateu por duas vezes na trave. Estava feito o empate e, doravante, a Briosa procurava a reviravolta no marcador. Ao minuto 33, Pedro Nuno, com a bola dentro de área, complicou e demorou a passar para Marinho, que rematou para fora. Dez minutos volvidos, já sobre o intervalo, o lateral esquerdo do Varzim, Jefferson, comete uma falta dura sobre Marinho e leva o segundo amarelo, fazendo com que regressem apenas dez jogadores poveiros aos balneários.

A segunda metade da partida fica marcada pela reviravolta da equipa visitada. Aos 54 minutos, no decorrer de um canto, Marinho dominou a bola com o joelho, deixou cair para o pé e rematou a rasar a barra, com algum perigo. Estava feito o aviso. Passava a metade da segunda parte, quando Makonda, pela esquerda, cruzou para Rui Miguel, que consumou a mudança, colocando o marcador eletrónico em 2-1. A equipa da casa continuou a dominar a partida e, a 13 minutos do final, Marinho executou um cruzamento da esquerda, que Tozé não desperdiçou, aumentando a vantagem para os estudantes. Aos 85 minutos de jogo, Pedro Nuno, de longe, encheu o pé e rematou para uma grande intervenção do guarda redes dos alvinegros. Logo a seguir, num contra ataque do Varzim, João Real perde o lance disputado com Rui Costa, que faz o 3-2 final. O jogo tornou-se ainda mais confuso, com uma Académica nervosa e receosa e um Varzim a agigantar-se, apesar de jogar com menos um elemento. Antes do final da partida, os visitantes ainda tentaram chegar ao empate, mas o resultado acabou por se manter inalterado.

No término do jogo, o treinador da equipa poveira, Armando Evangelista, considerou que os seus jogadores “pagaram uma fatura muito cara quando sofreram o golo do empate e quando ficaram reduzidos a dez” e que, devido à juventude do plantel, a “ingenuidade complicou tudo”. Por sua vez, Costinha sublinhou o “orgulho muito grande nos jogadores da Briosa” e destacou a “capacidade de trabalho, ambição e paixão”. Quando questionado sobre a falta de capacidade para segurar a vantagem de dois golos e a jogar contra dez, explicou que “há fatores que não se controlam e no final o que fica do jogo é o resultado vitorioso de 3 a 2”.

A Académica volta a jogar no próximo domingo, em casa, frente ao Belenenses, na terceira eliminatória da Taça de Portugal. A partida com os azuis do Restelo, que militam na Liga NOS, tem início marcado para as 19h15.

Fotografia: João Ruivo

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top