Ensino Superior

Cartaz da Festa das Latas 2016 pretende “aproximar Coimbra da Academia”

Componentes recreativas, culturais e desportivas salientadas como apostas para o evento. Politização e intervenção cívica marcam acontecimentos como o Cortejo e Noites do Parque. Por Juliana Campos

Quim Barreiros, Mundo Segundo e José Cid são alguns dos novos nomes a atuar na Festa das Latas e Imposição das Insígnias de 2016. Os artistas foram revelados esta segunda-feira, 19, na apresentação do cartaz da festa académica. Valorizar Coimbra, heterogeneidade e aproximar os conimbricenses da Academia foram apontados como os objetivos que presidiram à escolha dos artistas.

Para além dos nomes apresentados, o evento conta ainda com a presença de Nelson Freitas, Guano Apes, Sam The Kid. Para além do cartaz oficial da Festa das Latas, foi ainda apresentado o cartaz da Tenda Megahits, onde estão representados os Núcleos de Estudantes, a qual vai contar com a participação dos artistas Nelson Cunha, Overule, entre outros.

“Procuramos uma festa diferente, não só com uma componente recreativa, mas também com uma componente cultural, desportiva, política e de intervenção cívica muito forte”, refere o presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), José Dias. Em simultâneo, anunciou uma série de eventos que vão decorrer nas próximas semanas, tais como, algumas festas temáticas nos Jardins da AAC e apresentação das secções culturais e desportivas aos novos estudantes. Amanhã, 20, no Estádio Universitário de Coimbra, tem lugar uma sessão aberta para os novos alunos praticarem desporto de uma forma informal. Para o cortejo das Festas das Latas, pretende-se uma maior politização, em torno do tema “Ação Social e Abandono Escolar”.

O administrador da DG/AAC, Pedro Pintor, salienta ainda a preocupação com o impacto ambiental. Com o intuito de atingir o menor desperdício possível, vão realizar-se, ao longo das próximas semanas, várias campanhas de sensibilização ambiental, com o foco no Cortejo e nas Noites do Parque.

Com uma afluência, “em média”, entre 14 e 15 mil pessoas por dia no recinto, de acordo com os últimos anos, pretende-se “um bom resultado financeiro e aproximar as pessoas à academia”, conclui o presidente da DG/AAC.

Fotografia: Inês Duarte

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top