All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Patins e ‘sticks’ levam AAC a disputa de título nacional

Taça de Portugal de Hóquei em Patins apresenta-se como uma oportunidade para compensar o esforço feito durante o ano pela equipa de séniores femininos da AAC. Plantel espera “valer como um todo” para alcançar o seu objetivo. Por Cristina Pinilla Carrasco

Oliveira do Hospital dá lugar, nos próximos dias 28 e 29, à disputa dos quartos de final dos seniores femininos para a Taça de Portugal de Hóquei em Patins. As primeiras equipas a enfrentarem-se no torneio, sábado, vão ser Vila Boa do Bispo contra a Associação Académica de Coimbra (AAC) e segue-se o jogo entre Stuart HC Massamá contra o Sport Lisboa e Benfica. As duas equipas que saírem vencedoras disputam o primeiro lugar no domingo.

A equipa da Secção de Patinagem da AAC começa a disputa do ‘final four’ com Vila Boa do Bispo, plantel que o treinador da equipa de hóquei feminino da AAC, Carlos Fernandes, assegura que conhece bem. “Normalmente não perdemos contra esta equipa”, mas não deixa de considerar que “vai ser um jogo difícil”. Proveniente de Marco de Canaveses, o plantel de Vila Boa do Bispo apresenta-se com “jogadoras de nível que podem causar desequilíbrios e dificuldades em qualquer momento”, esclarece o treinador.

Estes motivos levam Carlos Fernandes e a sua equipa a encarar esta disputa “como uma final” e acrescenta que “não se pode pensar no domingo sem superá-la”. O treinador afirma que o evento apresenta-se como uma “tentativa de não dar como perdido o trabalho do ano” e confessa ainda que o principal objetivo “era o Campeonato Nacional Feminino, mas não foi cumprido”.

Apesar do balanço anual negativo do treinador por não ter alcançado a meta que considera mais importante, Carlos Fernandes sublinha que, “felizmente, a equipa conta com jogadoras muito boas e com muita experiência”. “A nossa equipa terá que valer como um todo”, salienta Dado que no torneio “vão estar as melhores jogadoras nacionais neste momento”, portanto, “haverá desportistas que vão destacar muito”, acrescenta Carlos Fernandes.

“Oliveira do Hospital tem tradição e pessoas que gostam muito do hóquei”. Este é o motivo que faz com que o técnico acredite que “o pavilhão vai estar bastante cheio, embora seja num campo neutro”.

DSC_1987

Fotografia: Arquivo

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top