All for Joomla All for Webmasters
Cidade

República da Praça reabre portas com ajuda da UC

Quase cinco meses depois da ordem de despejo, a república volta com nova morada, na Rua João de Deus. Durante a sessão de apresentação da nova casa, falou-se do empréstimo e dos projetos desenvolvidos. Por Cátia Cavaleiro  

Para pagar o novo imóvel, a República da Praça pediu um empréstimo de aproximadamente 200 mil euros e a Universidade de Coimbra (UC) entrou com 21 mil. O reitor da UC, João Gabriel Silva, enfatiza que a instituição teve “a oportunidade e a satisfação de colaborar”, acrescentando ainda que se encontra disponível “para subsidiar outras repúblicas”. A conferência de imprensa para assinalar a abertura do novo espaço realizou-se ontem e contou também com a presença do presidente da Direcção-Geral da Associação Académica (DG/AAC), Bruno Matias.

Para ajudar a pagar o crédito pedido ao banco, foi lançada uma campanha de ‘crowdfunding’. O repúblico João Rato conta que a iniciativa foi resultado de “várias reuniões alargadas” e tem como fim alcançar os 50 mil euros em donativos ao longo de três meses. Por seu turno, o residente da república Tiago Carvalho considera que este é o “primeiro projeto deste tipo e, por isso, é o pilar de todos os outros”. Foi lançado também um vídeo promocional com o mote “A Call to Action”, que tem como finalidade “conseguir transparecer um pouco daquilo que é a vivência da república”, remata João Rato.

Os estudantes da República da Praça foram obrigados a sair do antigo imóvel devido à decisão que o Tribunal da Relação Coimbra tomou em fevereiro, motivada pelos constantes pedidos de despejo feitos pelo dono da casa. O presidente da DG/AAC critica a lei de arrendamento e considera-a  “cega ao abrigo daquilo que são as tradições da cidade”. Tiago Carvalho considera que a República da Praça constitui “um valor imaterial que tem de ser preservado”.

A república e a DG/AAC têm desenvolvido várias atividades em conjunto no decorrer do último ano. Entre estas iniciativas, destaca-se o sorteio de bilhetes de entrada no parque, para a última edição da Festa das Latas. Bruno Matias salienta que o objetivo foi “angariar um valor interessante para a república”. Em relação a esta parceria, Tiago Carvalho “espera que as portas continuem abertas”.   

Apesar de convidada, a Câmara Municipal de Coimbra não se fez representar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotografias: Cátia Cavaleiro

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top