All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Novo Código Ético da AAC dá ênfase a princípios morais

Documento quer reforçar transparência dentro da AAC através da consciencialização, com vista a um maior envolvimento dos estudantes na vida associativa. Por Vasco Sampaio

O Código de Ética da Associação Académica de Coimbra (AAC) foi redigido pelo Conselho Fiscal da AAC (CF/AAC), a 7 de outubro. Novidade na associação, o documento parte, desde logo, com o objetivo de “alertar e consciencializar todos os que queiram contribuir para a AAC”, como afirmado na segunda página.

O presidente do CF/AAC, Alexandre Henriques, explica que se comprometeu a criar o código quando se candidatou ao cargo, pois considera que “era algo que estava em falta na AAC”. Ainda assim, não esconde que o contexto atual da associação também motivou a redação deste documento, ao afirmar que “se teve em conta todos os casos complexos que abateram a AAC”.

O código assenta sobre sete princípios éticos: Legalidade, Igualdade, Imparcialidade, Responsabilidade, Transparência, Integridade e Colaboração e boa-fé. Apesar de reconhecer que são normas básicas da vida em sociedade, o presidente considera “importantíssimo reforçar e dar ênfase a este tipo de princípios, que à partida toda a gente conhece e diz que irá cumprir”. Assinar o código é, portanto, uma formalização dessas obrigações morais.

É, sobretudo, essa a relevância deste Código de Ética – o seu peso simbólico. Alexandre Henriques explica que o incumprimento dos valores expressos não tem qualquer consequência prática, ao afirmar que “quem quiser cometer alguma ilegalidade não é impedido de o fazer por este código”. “Claro que não vai ser um simples código de ética que vai reduzir todo o risco inerente às práticas associativas”, continua.

O objetivo último deste documento é procurar a transparência e a confiança na AAC, para reforçar a sua coesão interna e externa. “O que nos aproxima dos estudantes é esse elo de confiança”, remata o presidente do CF/AAC. “Tendo confiança, há maior participação dos sócios, mas também maior envolvimento e apreço pelo trabalho das secções e dos núcleos”.

O Código de Ética ainda não foi disponibilizado ‘online’ na página da AAC, mas o CF/AAC garante que tal vai acontecer em breve. A 9 de outubro, foi enviada uma mensagem electrónica a todos os órgãos, núcleos de estudantes e secções da AAC a apresentar o documento.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top