All for Joomla All for Webmasters
Cidade

Repúblicas de Coimbra chumbadas pela segunda vez

Repúblicas de Coimbra continuam em perigo após novo esforço infrutífero na Assembleia da República. Por Rita Flores, Inês Sanches e Catarina Santos                                                                                        

A proposta de reconhecer as Repúblicas de Estudantes como de relevante interesse público e de estas ficarem submetidas a um regime de renda controlada, bem como a constituição de um fundo nacional de salvaguarda de repúblicas de estudantes, foi chumbada em Assembleia da República (AR) pela segunda vez consecutiva.

O deputado do Partido Socialista (PS), Rui Duarte, pediu uma reavaliação das propostas em plenário, tendo as mesmas sido chumbadas pela maioria parlamentar e apoiadas pelo PS, Partido Comunista Português (PCP) e Bloco de Esquerda (BE).

O aumento das rendas até um quinze avos do valor do imóvel tem vindo a afetar o estilo de vida característico das repúblicas. Segundo Jennifer Jesus, residente da República do Kuarenta, o descontentamento com esse aumento “não se trata de uma mesquinhez de querer pagar o mínimo possível para poder fumar mais uns cigarros e sair mais uns dias à noite”, mas sim para “manter o estilo comunitário que temos e que oferecemos aos outros”.

Do mesmo modo, existem diferentes propostas de compra das residências por entidades exteriores com a finalidade de as tornar em ‘hostels’ ou casas privadas, bem como pelos estudantes, como é exemplo a República dos Fantasmas. Algumas estratégias que tem vindo a ser utilizadas para a angariação de fundos passam pela criação de “uma nova associação por quotas” pagas pelos antigos e pelos atuais residentes, a organização de festas e, por fim, um recente projeto de crowdfunding que consiste em “divulgar ao máximo” a atual situação da casa. O objetivo é sensibilizar o público em geral a contribuir para a aquisição da mesma, diz Mário Lança, residente desta república.

O chumbo do requerimento demonstra, segundo o deputado socialista, na sua intervenção parlamentar, “o desinteresse em salvaguardar a atividade desenvolvida e o património existente em edifícios cujo o valor é muitas vezes superior ao valor dos próprios imóveis”. Rui Duarte acrescenta ainda que é importante “salvaguardar as repúblicas de estudantes do nosso país, isto é salvaguardar o património histórico e cultural”.

DR

 

Foto: DR

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top