All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Adaptação da obra “A Máquina de Fazer Espanhóis” estará em palco na OMT

“Fascismo para Bons Homens” é a mais recente peça adaptada por Pompeu José. Inspirada em obra de Valter Hugo Mãe, estreia na Oficina Municipal do Teatro (OMT) a 12 de novembro. Por Inês Duarte e Catarina Santos

Pompeu José, encenador da peça de teatro “Fascismo para Bons Homens”, adaptou a obra de Valter Hugo Mãe, “A Máquina de Fazer Espanhóis”. Um romance que, segundo o encenador, retrata a vida de um idoso que perde a esposa e que vê a sua vida mudar quando passa a habitar no “Lar da Felicidade”. A obra foi adaptada por espelhar “não só os grandes problemas da gente mais idosa da sociedade portuguesa”, mas também por permitir uma reflexão acerca do presente, afirma Pompeu José.

Ainda que haja um certo enfoque no que toca ao fascismo, o encenador considera que a peça reflete a atualidade portuguesa e que o “público vê-se ao espelho rindo e emocionando-se com coisas da sua própria vida”.

A Associação Cultural e Recreativa de Tondela, grupo responsável pela peça, estreou o espetáculo perante turmas do Ensino Secundário com o objetivo de transmitir “uma visão realista do que são as pessoas com uma idade mais avançada”, esclarece o encenador. Pompeu José vê no público escolar uma forma de colocar “os mais jovens a refletir sobre a consciência dos mais idosos”. O espetáculo tem estreia marcada para dia 12 de novembro na Oficina Municipal do Teatro.

teatrao

Foto: DR

 

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top