Rádio Baixa surge para a rua e as pessoas

Rádio comunitária está aberta a contribuições de toda a cidade. Atividades iniciam-se com programação musical. Por Vittorio Alves

Na esquina da rua Eduardo Coelho com o Largo da Freiria nasce algo de novo. Uma fachada em transformação abriga aquilo que em pouco tempo vai ser o novo projeto radiofónico de Coimbra. A 14 de abril é inaugurada a Rádio Baixa. Daniel, Joana, Sérgio e Arnaldo são os quatro amigos que conceberam a ideia e a concretizaram.

A Rádio Baixa é uma rádio comunitária. O cofundador da iniciativa, Sérgio Santos, explica que isto significa atividade sem fins lucrativos e participação livre a contribuintes voluntários. A porta aberta do pequeno espaço de paredes brancas denuncia o intuito de “criar uma comunidade em volta da música”, como refere o criador.

Ao rés do chão, o espaço almeja ser ponto de encontro para amantes da música. “O conceito que nós tínhamos era o de uma rádio que funciona na montra duma loja”, conta Sérgio Santos. Segundo ele, a ideia de uma rádio aberta para a rua funciona melhor na Baixa coimbrã. Trata-se de um espaço “muito rico”, onde há “mais contacto e movimento de pessoas”. Sérgio Santos acrescenta que a Baixa precisa de novos projetos.

A cofundadora Joana Oliveira revela que aqueles que decidirem participar do projeto têm a oportunidade de perceber como se opera uma mesa de mistura, como se passam programas musicais e como funciona um estúdio de rádio.

O começo das atividades é celebrado a 14 de abril. Joana Oliveira descreve a programação que conta com um ‘back to back’ entre os três fundadores voltados à música, Alexandre Lemos do Condomínio Criativo, Rui Ferreira da Lux Records, Pedro Bicá locutor da Rádio Universidade de Coimbra (RUC) e Salão Brazil com o Jazz ao Centro Clube, que vai ter um programa regular na grelha da rádio.

A Rádio Baixa surgiu da amizade entre quatro amigos que compartilham entre si um percurso formativo semelhante e o amor à música. Três dos sócios tiveram o início de suas vivências radiofónicas na RUC e os quatro vêm da engenharia informática.

Fotografia: Vittorio Alves