Coimbra recebe ‘seedcamps’ do concurso “Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam”

Concurso procura ideias inovadoras de todas as áreas sobre o empreendedorismo digital. Iniciativa “dirigida a todos os cidadãos e residentes na União Europeia”. Por Ana Rita Teles

O Instituto Pedro Nunes vai acolher dia 15 de março a primeira fase do concurso “Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam”. Promovido pela Representação da Comissão Europeia, o concurso gira em torno do empreendorismo digital.

De acordo com o responsável pelo projeto, José Damião, o concurso pretende “apoiar ideias inovadoras, projetos de mercado e empresas com inovações na área digital”. Todos os interessados no concurso “podem candidatar-se e expor as suas ideias sociais, de impacto e de mercado” num formulário ‘online’ até dia 25 de Março.

No âmbito deste concurso está prevista a organização de ‘seedcamps’ em sete partes do país. Para o responsável do projeto, a ‘seedcamp’ acaba por ser “uma espécie de semear e colher candidatos”. Abertas à participação de todas as pessoas, as ‘seedcamps’ são ‘workshops’ de duas horas. Segundo José Damião, pretendem “apoiar os projetos com potencial de negócio e os interessados nas suas candidaturas” e funcionam como uma forma de divulgação do concurso e apoio local às pessoas.

Desta primeira fase são escolhidos 12 finalistas que até 8 de Maio podem participar em formações e obter apoio direto de mentores. Sendo que, dentro destas formações, os finalistas podem “crescer em diferentes áreas, como o ‘marketing’, as finanças e o mercado”. Numa fase final, devem apresentar um ‘pitch’, “uma apresentação resumida dos seus projetos”, explica.

Para o responsável do projeto, “o objetivo imediato do concurso é apoiar projetos inovadores”. No entanto, ressalva que, ao fazer parte do programa anual de bolsas de empreendedorismo da representação da comissão europeia, o concurso procura divulgar “não só o tipo de apoios existentes, mas toda uma rede nacional e de parceiros que existe”.

Além disso, José Damião faz referência à entrega de prémios monetários. Neste sentido, o primeiro projeto recebe seis mil euros e o segundo recebe quatro mil. Este segundo é um prémio especial de cidadania digital, afirma o responsável do concurso. José Damião termina ao apelar à “participação de estudantes e não estudantes”, convidados para o ‘seedcamp’ a realizar-se no dia 15 no Instituto Pedro Nunes, em Coimbra.

Fotografia: D. R.